André Sardet: Organizador do Festival Sol da Caparica até 2026

O Festival Sol da Caparica é um evento anual que acontece no Parque Urbano da Costa da Caparica, em agosto. Nos últimos anos, tem sido organizado pela empresa Conquista Padrão do Grupo Chiado. No entanto, a partir deste ano até 2026, a organização do festival será assumida por um novo consórcio formado pelas empresas Domingo no Mundo, de propriedade de André Sardet, e a Music Mov.

Uma Nova Era para o Festival

Com essa mudança de organização, a autarquia de Almada receberá uma contrapartida financeira de 123 mil euros nos próximos três anos. Em vez de pagar pela organização do festival, como acontecia anteriormente, agora a autarquia receberá 41 mil euros por cada edição do Sol da Caparica.

André Sardet, empresário e músico de Coimbra, fundou a empresa Domingo no Mundo em 2001, que atua na área de eventos de entretenimento. Será o diretor de produção do festival e garante que a “música da lusofonia” continuará a ser a nota dominante do evento. O cartaz do festival já está a ser estudado, mas nomes e datas serão divulgados posteriormente.

A Responsabilidade e Experiência de André Sardet

André Sardet reconhece a enorme responsabilidade que é assumir a organização do Sol da Caparica, mas ele e sua equipe estão preparados para enfrentar o desafio. A Domingo no Mundo é detida principalmente por André Sardet, e a Music Mov é uma empresa da Charneca da Caparica, especializada em produção e promoção de eventos.

Esta mudança de organização foi aprovada numa reunião da Câmara Municipal de Almada, com votos favoráveis dos vereadores do PS e PSD, e votos contra dos vereadores da CDU e Bloco de Esquerda. Agora, o assunto será levado à apreciação da Assembleia Municipal, onde se espera que seja aprovado, devido à maioria do PS/PSD.

Benefícios para Almada e a Costa da Caparica

Uma das grandes vantagens desta nova organização é que o dinheiro antes destinado ao pagamento da empresa organizadora será agora reinvestido em Almada e na Costa da Caparica. Segundo a presidente da Câmara Municipal de Almada, Inês de Medeiros, esta mudança representa uma economia significativa e uma melhoria na adesão das pessoas ao festival.

No entanto, a mudança de organização não foi bem recebida por todos. A oposição, representada pelos vereadores da CDU e Bloco de Esquerda, votaram contra a proposta. Inês de Medeiros expressou a sua surpresa com esta posição, considerando que o novo processo é transparente, resultante de um concurso público, e trará benefícios para a cidade.

Críticas e Polémicas Passadas

O Festival Sol da Caparica já enfrentou algumas críticas e polémicas no passado. Em 2022, o Grupo Chiado, então responsável pela organização, recebeu críticas de artistas e do público devido a problemas técnicos e alterações no programa. Isto levou a uma solicitação da Associação Portuguesa de Profissionais dos Espetáculos e Eventos (APPEE) para a realização de um inquérito, que não teve os seus resultados divulgados.

Além disso, a empresa de André Sardet, a Domingo no Mundo, também esteve envolvida em polémicas devido à quantidade de contratos públicos realizados por ajuste direto. Segundo dados do portal base gov, a empresa já faturou 11 milhões de euros em concursos públicos.

Um Futuro Promissor para o Sol da Caparica

Apesar das polémicas e mudanças de organização, o Festival Sol da Caparica continua a ser um evento aguardado e apreciado pelo público. A nova era trazida por André Sardet promete manter a essência do festival, destacando a música da lusofonia e oferecendo uma programação diversificada e de qualidade.

Nos próximos anos, Almada e a Costa da Caparica poderão desfrutar dos benefícios financeiros e culturais trazidos pelo Sol da Caparica. O festival se consolida como um marco importante na agenda de eventos da região, proporcionando momentos de lazer, entretenimento e valorização da cultura lusófona.

Prepare-se para aproveitar o Sol da Caparica nos próximos anos e descubra todo o encanto deste festival que celebra a lusofonia e a cultura da região.

PARTILHE NAS REDES
- PUBLICIDADE -

Você também pode gostar:

Jubilo
Cultura
Júbilo: Ciclo de Música de Câmara no Teatro Municipal Joaquim Benite

O Teatro Municipal Joaquim Benite (TMJB) em Almada vai receber o espetáculo “Júbilo” no

Transborda
Cultura
Transborda: Mostra Internacional de Artes Performativas em Almada

Almada prepara-se para receber a quarta edição da Transborda – Mostra Internacional de Artes

Festival-Jazz-Manouche
Cultura
Almada recebe a terceira edição do Festival Jazz Manouche

O Festival Jazz Manouche de Almada, organizado pela Alma Danada – Associação Criativa, está