Carris Metropolitana sempre a crescer na Margem Sul

Carris Metropolitana sempre a crescer na Margem Sul

O ano de 2023 ficou marcado pelo crescimento exponencial da procura dos serviços de transporte rodoviário na Margem Sul. No período compreendido entre Janeiro e Outubro, o ritmo de crescimento da procura situou-se entre os 27% e 34%.

Apesar do crescimento muito significativo, ainda são apontadas, pelos utentes, algumas falhas nos serviços prestados. A gestora dos transportes colectivos rodoviários de passageiros na Área Metropolitana de Lisboa já está “com perto dos 13 milhões e meio de passageiros em outubro e em novembro”, com uma procura no distrito de Lisboa, face à entrada da Carris Metropolitana, de mais 40%.

Para uma ideia mais clara da ordem de grandeza do crescimento verificado, ficam alguns dos números apresentados pela Transportes Metropolitanos de Lisboa (TML). Em Lisboa, a área 1 que engloba os concelhos da Amadora, Cascais, Lisboa, Oeiras e Sintra, registou mais de 48,3 milhões de passageiros e a área 2, compreendendo os concelhos de Loures, Mafra, Odivelas e Vila Franca de Xira, mais de 32,9 milhões.

Já na Margem Sul do Tejo, o município de Almada, designada Área 3 registou nos primeiros 10 meses do ano passado um total de mais de 12,5 milhões de passageiros (1.058.007 em Janeiro/1.370.629 em Outubro), o concelho do Seixal teve mais de 10,5 milhões (962.253/1.186.665) e Sesimbra foram transportados mais de 1,8 milhões (161.519/203.054).

Na área 4, Alcochete registou mais de 815 mil passageiros (79.179 em Janeiro/94.752 em Outubro), Barreiro contabilizou mais de 918 mil (76.169/111.038), Moita teve mais de 1,5 milhões (138.175/185.398) e o Montijo mais de 1,7 milhões (164.410/210.423). Já em Palmela foram mais de 859 mil (85.056/112.331) e em Setúbal mais de 4,6 milhões (383.137/530.778).

O total acumulado, no distrito de Setúbal, a área 3, teve mais de 24,8 milhões naqueles 10 meses e a área 4 mais de 10,4 milhões. Com este crescimento muito assinalável, subsistem dificuldades, as quais motivam queixas dos utentes da rede Metropolitana. 

Uma das razões de queixa mais frequentes, prende-se com a frequência do número de carreiras ou com os horários destas, apesar do esforço no reforço destas valências. Entre as mais-valias do novo serviço, “há mais oferta”, mais linhas e melhor abrangência geográfica e os horários são melhores do que quando eram servidos pela Transportes Sul do Tejo, como salientou Marco Sargento o porta-voz da Comissão de Utentes de Transportes da Margem Sul, que não deixou de realçar a significativa redução dos anteriores 180 euros para 40 euros ou 80 no caso de um agregado familiar. Com o próximo passo ser a gratuitidade para as pessoas que vivem e trabalham na área metropolitana.

O alargamento, desde 1 de Janeiro deste ano, da gratuidade para os jovens e estudantes até aos 23 anos, constitui mais um importante desafio para a rede e a sua oferta, dado o número de novos viajantes que esta poderá transportar, referiu Carla Tavares, a presidente do Conselho Metropolitano de Lisboa.

PARTILHE NAS REDES
- PUBLICIDADE -
Também poderá gostar de
Praias-de-Setubal
Atualidade

Praias de Setúbal: Onde a Beleza Natural e a Qualidade Excepcional se Encontram

O litoral do concelho de Setúbal é conhecido pelas suas praias deslumbrantes e águas cristalinas. Nesta região, quatro praias destacam-se com o prestigioso...

Praias-da-Arrabida
Atualidade

Desfrutar das Praias da Arrábida com Transporte Público Gratuito

As praias da Arrábida são um dos principais destinos turísticos da região de Setúbal, atraindo milhares de visitantes todos os anos, especialmente durante...

Eleicoes-Europeias
Atualidade

Exercer o Direito de Voto Antecipado nas Eleições Europeias 2024

As Eleições para o Parlamento Europeu de 2024 estão à porta e, para garantir uma participação democrática mais abrangente, a legislação eleitoral portuguesa...