Novo Pólo da Academia de Música e Belas Artes Luísa Todi Abre Portas em Setúbal

Novo Pólo da Academia de Música e Belas Artes Luísa Todi Abre Portas em Setúbal

Setúbal está prestes a receber uma nova adição à sua paisagem educacional. A Academia de Música e Belas Artes Luísa Todi, instituição de renome, anunciou a abertura de um novo pólo na antiga sede do Externato Diocesano Sebastião da Gama, localizado na emblemática Avenida Luísa Todi. Este novo espaço, projetado com muito carinho, promete transformar a maneira como a educação artística é oferecida na região.

Uma Escola Preparada para o Futuro

O Pólo Avenida, como é chamado, abrirá portas em setembro deste ano, recebendo inicialmente três turmas, do 5º, 6º e 7º anos. Porém, esta não é uma escola comum. Está preparada para acolher até cinco turmas, com uma infraestrutura impressionante que inclui oito salas de instrumentos, um ginásio, uma sala de computadores, uma biblioteca, cinco salas de aula e amplos espaços externos para que os alunos possam explorar a sua criatividade.

Uma das características mais notáveis desta nova escola é o seu plano de se tornar totalmente gratuita num prazo de quatro anos. A partir do ano letivo 2028/2029, todo o ensino oferecido no Pólo Avenida será financiado pelo Ministério da Educação, permitindo que alunos de todas as origens tenham acesso a uma educação de excelência em música e belas artes.

Cultivando Talentos e Desenvolvimento Integral

A Academia Luísa Todi não se limita apenas ao ensino de música. A sua missão é mais ampla, visando “cultivar talentos, estimular a concentração, promover a autoestima e desenvolver habilidades analíticas” nos seus alunos. Acredita-se que a prática musical contribui para um desenvolvimento holístico do ser humano, tornando esta instituição um verdadeiro oásis de aprendizagem e bem-estar.

O Pólo Avenida foi projetado com muito cuidado para oferecer aos alunos um ambiente acolhedor e inovador, onde a aprendizagem e o bem-estar andam de mãos dadas. Espaços amplos, muita luz natural e uma estrutura que “incentiva a criatividade” e a “colaboração” são algumas das características que tornam este novo estabelecimento um local único.

A jornada para a abertura deste novo pólo não foi fácil. Tiago Pereira, presidente da direção, revela que a equipa esteve quase um ano e meio à procura de um espaço adequado, enfrentando diversas reuniões com várias entidades antes de finalmente encontrar a solução nas antigas instalações do Externato Diocesano. Após um acordo com a Diocese de Setúbal, as obras tiveram início em abril deste ano, superando alguns desafios, mas mantendo-se no cronograma previsto.

Uma Educação de Qualidade

Para atender a esta nova escola, a Academia de Música e Belas Artes Luísa Todi contará inicialmente com uma equipa de 20 a 25 professores, com a possibilidade de expansão caso novos instrumentos sejam adicionados ao currículo. A direção optou por limitar o número de alunos por turma a 24, de forma a garantir uma maior qualidade no ensino.

O Pólo Avenida oferecerá aulas de diversos instrumentos, incluindo bateria, flauta transversal, guitarra clássica, piano, saxofone, violino e violoncelo. Esta diversidade de opções permite que os alunos explorem as suas habilidades e interesses, encontrando o seu caminho na jornada artística.

Uma característica única do Pólo Avenida é seu regime de ensino integrado, sendo a única escola no Distrito de Setúbal a oferecer essa modalidade no ensino vocacional de música. O acesso a esta instituição está condicionado a provas de seleção, garantindo que apenas os alunos com o perfil adequado possam ingressar no curso de música.

Financiamento Misto e Apoio de Entidades Parceiras

Embora o financiamento desta nova escola seja realizado pela própria Academia de Música e Belas Artes Luísa Todi, a direção expressa a sua gratidão ao cardeal Américo Aguiar, ao ecónomo diocesano David Caldas e a outras entidades governamentais, como a DGEstE e a Câmara Municipal de Setúbal, pelo apoio fundamental durante o processo de negociação e implementação do Pólo Avenida.

O plano de implementação do Pólo Avenida é cuidadosamente estruturado. No primeiro ano letivo, 2024/2025, as turmas de 5º e 6º anos terão o ensino totalmente gratuito, enquanto a turma de 7º ano operará em regime de autofinanciamento, com os pais arcando com os custos mensais. Nos anos seguintes, apenas estas duas turmas de 7º ano terão de pagar até concluírem o Curso Básico de Música, pois não estão contempladas no Contrato de Patrocínio 2022-2028 com o Ministério da Educação. A partir de 2028/2029, todo o ensino no Pólo Avenida será totalmente gratuito.

Apesar desta expansão, a direção da Academia Luísa Todi deixa claro que, por enquanto, não há perspectivas de abrir o ensino secundário neste novo estabelecimento. O foco atual é consolidar a oferta do ensino básico e garantir a qualidade do ensino oferecido aos alunos.

A abertura do Pólo Avenida da Academia de Música e Belas Artes Luísa Todi representa um marco significativo na educação artística de Setúbal. Com a sua infraestrutura de ponta, equipa de profissionais dedicados, ensino gratuito e abordagem holística, esta nova escola promete transformar a forma como os jovens da região têm acesso a uma educação musical e artística de excelência. É um projeto ambicioso que, sem dúvida, deixará uma marca indelével na comunidade local.

PARTILHE NAS REDES
- PUBLICIDADE -
Também poderá gostar de
Praias-da-Arrabida
Atualidade

Desfrutar das Praias da Arrábida com Transporte Público Gratuito

As praias da Arrábida são um dos principais destinos turísticos da região de Setúbal, atraindo milhares de visitantes todos os anos, especialmente durante...

Praias-de-Setubal
Atualidade

Praias de Setúbal: Onde a Beleza Natural e a Qualidade Excepcional se Encontram

O litoral do concelho de Setúbal é conhecido pelas suas praias deslumbrantes e águas cristalinas. Nesta região, quatro praias destacam-se com o prestigioso...

Eleicoes-Europeias
Atualidade

Exercer o Direito de Voto Antecipado nas Eleições Europeias 2024

As Eleições para o Parlamento Europeu de 2024 estão à porta e, para garantir uma participação democrática mais abrangente, a legislação eleitoral portuguesa...