Projeto de Plantação de Pera-Abacate em Alcácer do Sal em Consulta Pública

Nos últimos anos, tem havido um crescente interesse na produção de pera-abacate em Portugal. Um projeto recente está em consulta pública no concelho de Alcácer do Sal, com o objetivo de desenvolver uma plantação de pera-abacate numa área de 722 hectares. O projeto, que envolve um investimento de cerca de 60 milhões de euros, tem potencial para criar empregos permanentes e temporários, além de contribuir para a economia local.

O Projeto Agroflorestal das Herdades de Murta e Monte Novo

O Projeto Agroflorestal das Herdades de Murta e Monte Novo é uma iniciativa da empresa Expoente Frugal Lda, pertencente ao grupo Aquaterra. Localizado no concelho de Alcácer do Sal, abrange uma área total de 2.402,10 hectares, incluindo terras das freguesias da Comporta e de Alcácer do Sal. O projeto visa a criação de uma área agrícola de produção de pera-abacate em 722,24 hectares, além de uma área florestal de produção em 1.415,85 hectares.

Investimento e Infraestrutura

Para tornar viável a produção de pera-abacate a esta escala, o projeto requer um investimento significativo em infraestruturas. Estima-se que serão abertos 34 furos para captação de água subterrânea, além da instalação de uma captação de água superficial no canal de rega da Associação de Beneficiários de Vale do Sado (ABVS). Serão construídos cinco reservatórios de armazenamento de água, bem como um reservatório de regularização da captação do canal da ABVS. Todo o sistema de rega será feito através de irrigação por gotejamento, garantindo o uso eficiente dos recursos hídricos.

Impacto Ambiental e Consulta Pública

Devido à dimensão e importância do projeto, foi realizado um Estudo de Impacto Ambiental (EIA). O estudo avaliou os possíveis impactos ambientais da plantação de pera-abacate, levando em consideração aspectos como uso da água, energia elétrica, conservação da natureza e impacto na comunidade local. O processo de avaliação de impacto ambiental está em consulta pública até dia 24 deste mês, permitindo que a população e as partes interessadas contribuam com as suas opiniões e preocupações.

Geração de Emprego e Impacto Económico

Um dos principais benefícios do projeto é a geração de empregos. Estima-se que, caso o projeto seja aprovado, serão criados entre 32 a 40 postos de trabalho permanentes. Durante a época de colheita, este número pode aumentar significativamente, chegando a mais de 240 a 400 trabalhadores temporários. Esta oportunidade de emprego não impulsionará apenas a economia local, mas também fornecerá oportunidades de trabalho para a comunidade.

Produção e Produtividade

A produção de pera-abacate é um processo que requer tempo e cuidado. Inicialmente, espera-se uma produção de cerca de 1,5 toneladas por hectare. No entanto, à medida que as árvores amadurecem, espera-se um aumento significativo na produtividade. Ao atingir o quinto ou sexto ano de cultivo, estima-se que a produção possa chegar a 13 toneladas por hectare. Esta melhoria na produtividade é resultado do desenvolvimento das árvores e da implementação de práticas agrícolas adequadas.

Destino e Distribuição

A produção de pera-abacate deste projeto terá como destino um centro de distribuição localizado na região do Algarve. Essa localização estratégica permitirá uma distribuição eficiente do produto para os mercados locais e internacionais. Com o aumento da procura global por pera-abacate, especialmente em países europeus, a produção local terá um papel importante na oferta de alimentos frescos e saudáveis.

Conservação e Sustentabilidade

É importante destacar que o projeto de plantação de pera-abacate em Alcácer do Sal está inserido na Zona Especial de Conservação (ZEC) Comporta/Galé, incluída no Sistema Nacional de Áreas Classificadas (SNAC). Isto significa que as medidas de conservação e sustentabilidade são prioridades para os promotores do projeto. Além disso, o uso eficiente da água e a implementação de fontes de energia renovável, como painéis fotovoltaicos, demonstram o compromisso com a preservação ambiental.

Cronograma do Projeto

Embora a consulta pública esteja em andamento, os promotores do projeto esperam que a construção e implantação do projeto possam começar no primeiro semestre deste ano. No entanto, este cronograma está sujeito à aprovação da Avaliação de Impacto Ambiental e à emissão da Declaração de Impacto Ambiental. Estima-se que a primeira produção de pera-abacate ocorra entre os anos de 2029 e 2030, com um aumento gradual na produtividade ao longo dos anos.

O projeto de plantação de pera-abacate em Alcácer do Sal representa uma oportunidade significativa para o desenvolvimento económico e social da região. Com um investimento substancial, o projeto tem o potencial de criar empregos permanentes e temporários, além de contribuir para a oferta de alimentos frescos e saudáveis. O compromisso com a conservação ambiental e a sustentabilidade garante que o projeto seja implementado de forma responsável. Com a consulta pública em andamento, é importante que a população e as partes interessadas expressem as suas opiniões e preocupações para garantir que o projeto seja realizado de acordo com as necessidades e expectativas da comunidade.

Para mais informações sobre o projeto, aceda ao portal Participa (www.participa.pt) e participe na consulta pública até o dia 24 deste mês!

PARTILHE NAS REDES
- PUBLICIDADE -

Você também pode gostar:

Mae-Sol-encerra-portas-ate-Fevereiro
Atualidade
“Mãe Sol” encerra portas até Fevereiro

O Centro de Apoio à Vida “Mãe Sol”, que acolhe jovens mães solteiras, grávidas