5 Estátuas de Setúbal

Na cidade de Setúbal podemos encontrar diferentes esculturas e monumentos que contribuem para a sua riqueza cultural e histórica. Apresentamos aqui cinco exemplos que fazem parte da paisagem urbana da cidade do Sado.

Estátua de Bocage

O monumento foi inaugurado a 21 de dezembro de 1871, numa cerimónia que contou com a presença, entre outros, de individualidades como Eça de Queirós.

Natural de Setúbal, Manuel Maria Barbosa du Bocage viveu entre 15 de setembro de 1765 e 21 de dezembro de 1805, tendo sido um dos maiores poetas portugueses.

O monumento, de mármore branco, mede 12 metros de altura e é formado por uma coluna coríntia em cima de quatro degraus oitavados, tendo sobre o capitel a estátua do poeta, com dois metros de altura.

Monumento ao Homem do Mar

A estátua é uma homenagem aos pescadores e o seu duro e arriscado trabalho. Retrata um pescador a puxar as redes num barco com cinco metros de comprimento, com a imagem, na proa, de Nossa Senhora da Arrábida. O monumento, em bronze, é da autoria de António Pacheco. 

“Choco Pessoa”

“Choco Pessoa” é uma homenagem ao choco frito de Setúbal (inspirada na escultura evocativa de Fernando Pessoa existente no Café A Brasileira, em Lisboa) e está instalada perto da rotunda das Fontainhas. A escultura foi desenhada pelo setubalense Zé Nova e é feita em fibra de vidro, resistente às condições climatéricas.

Estátua de Jacinto João

Jacinto João, também conhecido como JJ, foi um futebolista português que se notabilizou ao serviço do Vitória de Setúbal. É considerado um dos melhores e mais adorados da história do clube, ficando para sempre ligado à época dourada do Vitória FC durante as décadas de 60 e 70. A estátua encontra-se actualmente na Rotunda Jacinto João, situada a sul do Estádio do Bonfim.

Glorieta a Luísa Todi

Luísa Todi, nascida Luísa Rosa de Aguiar (Setúbal, 9 de Janeiro de 1753 — Lisboa, 1 de Outubro de 1833), foi uma cantora lírica e é considerada a meio-soprano portuguesa mais célebre de todos os tempos. 

A obra foi inaugurada por ocasião do centenário da morte da cantora lírica setubalense, a 1 de outubro de 1933, no antigo Parque das Escolas, hoje Largo José Afonso. Em 1938, o monumento foi transferido para a actual localização – a Avenida Luísa Todi, uma das principais artérias da cidade.

O monumento foi desenhado por Abel Pascoal, esculpido por Leopoldo de Almeida e construído por Abílio Salreu.

PARTILHE NAS REDES
- PUBLICIDADE -

Você também pode gostar:

Jose-Maria-da-Fonseca
Gastronomia
José Maria da Fonseca: 190 Anos de um Legado Familiar Pioneiro e Inovador

A história da José Maria da Fonseca remonta a 1834, quando o empresário visionário