A História do Flautista de Hamelin Inspira um Espetáculo para Famílias no Dia Mundial da Dança

O Dia Mundial da Dança é uma data especial que celebra a arte da dança em todo o mundo. Neste dia, 29 de abril, várias apresentações e espetáculos são realizados para encantar e inspirar o público. Uma das apresentações mais aguardadas é baseada na tradicional lenda do “Flautista de Hamelin”. A história, que tem origem no século XIII, será interpretada pela Pequena Companhia da Academia de Dança Contemporânea de Setúbal (ADCS) no Fórum Municipal Luísa Todi, em Setúbal.

A Origem da Lenda do Flautista de Hamelin

A lenda do Flautista de Hamelin remonta a 1284, quando um homem estranho chegou à cidade de Hamelin, na Alemanha, com uma flauta. Ele ofereceu-se para livrar a cidade de uma praga de ratos e ratazanas em troca de dinheiro. Os habitantes concordaram em pagar uma moeda por cada animal que o flautista conseguisse afastar.

O flautista cumpriu a sua promessa e conseguiu afastar todos os ratos e ratazanas da cidade usando o som mágico da sua flauta. No entanto, quando retornou para receber o pagamento, os habitantes recusaram-se a cumprir a sua parte do acordo. Frustrado e irritado, o flautista decidiu vingar-se de uma maneira terrível.

O Encantamento das Crianças de Hamelin

Algum tempo depois, o flautista voltou a Hamelin, mas desta vez a sua flauta tinha um efeito diferente. Tocou uma melodia encantadora que hipnotizou todas as crianças da cidade. Fascinadas pelo som mágico, as crianças seguiram o flautista numa procissão até uma caverna, onde desapareceram para sempre.

De acordo com a lenda, 130 crianças desapareceram naquele dia, deixando os habitantes de Hamelin devastados. A história do Flautista de Hamelin tornou-se um conto popular que tem fascinado gerações ao longo dos séculos.

Um Espetáculo de Dança Inspirado na Lenda

A lenda do Flautista de Hamelin serviu de inspiração para um espetáculo de dança emocionante que será apresentado no Fórum Municipal Luísa Todi, em Setúbal, no Dia Mundial da Dança. A Pequena Companhia da Academia de Dança Contemporânea de Setúbal traz esta história à vida através da arte da dança.

O espetáculo, intitulado “O Flautista”, foi criado pela coreógrafa Iolanda Rodrigues especialmente para as escolas do pré-escolar e dos 1º e 2º ciclos. A sessão de apresentação terá início dia 19 de abril às 15 horas e os bilhetes podem ser reservados no Fórum Luísa Todi ou pelo email bilheteiradofmlt@mun-setubal.pt. O valor dos bilhetes é de apenas 3€, tornando o espetáculo acessível para toda a família.

A Pequena Companhia da Academia de Dança Contemporânea de Setúbal

A Pequena Companhia foi fundada em 1988 e tem sido uma referência na área da dança em Setúbal. Após alguns anos de inatividade devido à falta de instalações, a companhia foi relançada em 2003, quando a escola viu garantidas as condições logísticas necessárias. Desde então, a Pequena Companhia tem-se dedicado à formação e desenvolvimento de jovens bailarinos talentosos.

Em 1992, deu origem à CeDeCe — Companhia de Dança Contemporânea, que seguiu o seu curso no âmbito profissional, enquanto a Pequena Companhia se manteve como estrutura escolar de exibição e desenvolvimento da capacidade de dançar em palco. É constituída por alunos selecionados dos níveis mais avançados do Curso de Formação de Bailarinos da Academia de Dança Contemporânea de Setúbal. A ADCS foi criada em 1982 pelo casal de bailarinos portugueses Maria Bessa e António Rodrigues.

O Espetáculo “O Flautista” – Coreografia e Elenco

O espetáculo “O Flautista” conta com a coreografia e desenho de luz de Iolanda Rodrigues, figurino de Marina Sacramento, vídeo e cartaz de Patrícia Silva. A apresentação será realizada pelos bailarinos da Pequena Companhia e pelos alunos do curso básico de dança da ADCS.

A coreógrafa Iolanda Rodrigues é reconhecida pelo seu trabalho criativo e inovador na área da dança contemporânea. Tem sido uma presença constante nas produções da ADCS e tem contribuído para o crescimento artístico dos bailarinos da Pequena Companhia.

Não perca a oportunidade de testemunhar a arte e o talento dos bailarinos da Pequena Companhia enquanto dão vida a esta lenda fascinante. Prepare-se para se encantar com a coreografia, o figurino e a música que irão transportá-lo para o mundo encantado do Flautista de Hamelin.

PARTILHE NAS REDES
- PUBLICIDADE -

Você também pode gostar:

Filo-Machado
Cultura
Celebrando 60 Anos de Música: Filó Machado Traz o Seu Virtuosismo e Criatividade a Setúbal

Nem sempre temos a oportunidade de presenciar um concerto de um artista que já

Comediem-Club
Lazer
Está de regresso o ciclo de espetáculos do Comediem Club

O Comediem Club está de volta com o seu ciclo de espetáculos de stand-up

O-Rapto-da-Rainha-Vitoria
Cultura
Estreia Teatral Revisita o Passado Colonial Português: "O Rapto da Rainha Vitória"

Mergulhando no passado colonial africano, o Teatro Estúdio Fontenova prepara-se para apresentar uma peça