A peça gratuita que revela o papel feminino invisível

O teatro é uma forma de arte que tem o poder de refletir a sociedade em que vivemos, abordando questões importantes e provocando reflexões. No dia 27 de março, no Auditório Municipal do Fórum Cultural do Seixal, será apresentada uma peça de teatro gratuita que promete desmistificar o papel feminino que muitas vezes passa despercebido. “Monólogo de Uma Mulher Chamada Maria com a Sua Patroa” é o título desta peça, que integra o programa do Dia Internacional da Mulher e foi concebida no âmbito das comemorações dos 50 anos do 25 de Abril de 1974.

O papel oculto da mulher na sociedade

A peça “Monólogo de Uma Mulher Chamada Maria com a Sua Patroa” tem a proposta de contar a história do trabalho invisível das mulheres, do seu poder de organização, reivindicação e mudança. Através da criação do primeiro Sindicato do Serviço Doméstico em Portugal, em 1974, a peça pretende revelar a história ainda pouco conhecida e valorizada das mulheres que limpam o mundo, cuidam do planeta, produzem, educam e preparam a força de trabalho.

Para a criação deste espetáculo, a autora Sara Barros Leitão entrevistou trabalhadoras domésticas, historiadoras, sociólogos e sociólogas, dirigentes sindicais, empregadas de limpeza e juristas, além de realizar pesquisas documentais sobre o Sindicato do Serviço Doméstico no arquivo da CGTP localizado no Seixal. Todo este trabalho resultou numa peça que procura dar voz a estas mulheres e destacar a importância do seu trabalho na sociedade.

O espetáculo e a acessibilidade

O “Monólogo de Uma Mulher Chamada Maria com a Sua Patroa” terá uma encenação de 100 minutos e é indicado para maiores de 12 anos. A apresentação será realizada no Auditório Municipal do Fórum Cultural do Seixal, às 21h30, no dia 27 de março. A entrada é gratuita, mas é necessário fazer uma reserva antecipada através de um formulário, que estará disponível para 70% da lotação. O restante dos lugares será disponibilizado na bilheteira do Fórum Cultural do Seixal no dia do evento. Para mais informações, pode enviar um email para bilheteira.cultura@cm-seixal.pt ou ligar para o número 915 635 090 (de segunda a sexta-feira, das 10 horas ao meio-dia e das 14 às 17 horas).

Para tornar o espetáculo mais acessível, a Câmara Municipal do Seixal disponibiliza transporte em autocarro para pessoas com deficiência visual, entre a Estação de Comboios do Fogueteiro e o Auditório Municipal do Fórum Cultural do Seixal. Essa opção está disponível mediante inscrição obrigatória até às 12h30 do dia 26 de março no site do município. O transporte partirá da estação do Fogueteiro às 20h30 e o regresso será feito no final do espetáculo.

Ficha técnica e coprodutores

A peça “Monólogo de Uma Mulher Chamada Maria com a Sua Patroa” foi criada, escrita e interpretada por Sara Barros Leitão, com assistência à criação por Susana Madeira e coordenação da pesquisa por Mafalda Araújo. A cenografia e figurino são de responsabilidade de Nuno Carinhas, enquanto o desenho de luz é assinado por Cárin Geada e o desenho de som por José Prata. A montagem e operação do som ficam a cargo de Mariana Guedelha e Maria Peres, enquanto a montagem e operação da luz são realizadas por Luís Ribeiro e Cárin Geada. A conceção de maquinaria é de António Quaresma e a execução da costura é feita pela Ponto sem nó. A direção de produção é de Susana Ferreira e a comunicação e produção de Mariana Dixe.

A peça conta com a coprodução de 23 Milhas, Fundação Centro Cultural de Belém, A Oficina, Cineteatro Louletano, Teatro Académico Gil Vicente, Teatro do Noroeste – Centro Dramático de Viana, Teatro Municipal Baltazar Dias, Teatro Nacional São João e Teatro Viriato, além de residência de coprodução no Espaço do Tempo. O projeto foi financiado pela República Portuguesa e pela Direção Geral das Artes.

“Monólogo de Uma Mulher Chamada Maria com a Sua Patroa” é uma peça de teatro gratuita que procura desmistificar o papel feminino invisível na sociedade. Ao contar a história do trabalho invisível das mulheres e destacar a sua importância, o espetáculo promove reflexões sobre igualdade de género e valorização do trabalho feminino. Ao assistir a esta peça, terá a oportunidade de conhecer uma parte da história que muitas vezes passa despercebida e de se emocionar com as histórias das mulheres que lutaram e continuam a lutar pelos seus direitos.

Não perca a oportunidade de assistir a esta peça única e gratuita, que será apresentada no Auditório Municipal do Fórum Cultural do Seixal no dia 27 de março. Faça a sua reserva antecipada e garanta o seu lugar neste espetáculo que promete tocar o coração do público.

PARTILHE NAS REDES
- PUBLICIDADE -

Você também pode gostar:

Santa-Marta-do-Pinhal
Cultura
Vem aí um desafio de conhecimento sobre Santa Marta do Pinhal

É um(a) entusiasta de desafios e está sempre à procura de novas experiências? Então

Festival-Liberdade
Cultura
Festival Liberdade: Celebrando os 50 anos do 25 de Abril em Corroios

O Festival Liberdade é um evento anual que celebra os valores da liberdade e

VIII-Feira-do-Chocolate
Lazer
VIII Feira do Chocolate de Corroios: Delícias para Todos os Amantes de Chocolate

Se é um verdadeiro amante de chocolate, temos ótimas notícias para si! A oitava