Assim Devera Eu Ser: Uma Homenagem a Amália Rodrigues

No tempo da história da Cigarra e da Formiga, cantar não era uma profissão, mas sim uma forma de ganhar a vida. Amália-Menina, diferente da Cigarra, foi bordadeira em vez de ir à escola, dando vida a linhas e palavras. Ela cantava os Poetas e tornou-se herdeira da poesia popular de raiz oral. Agora, Amália será homenageada nas vozes de Catarina Moura, Celina da Piedade e Sara Vidal, acompanhadas pela guitarra portuguesa de Ricardo Silva.

O Evento

O espetáculo “Assim Devera Eu Ser” é uma produção da Tarrafo – Associação Cultural, que faz parte das Comemorações dos 50 Anos do 25 de Abril. A apresentação será realizada no Fórum Municipal Luísa Todi, em Setúbal, dia 26 de janeiro, às 21h. Com uma duração aproximada de 45 minutos, o evento promete emocionar o público com a interpretação única das músicas e poemas de Amália Rodrigues.

Os Intérpretes

No palco, três talentosas cantoras dos cantos da voz do povo darão vida às canções de Amália. Catarina Moura, conhecida pela sua voz envolvente, Celina da Piedade, que também toca acordeão, e Sara Vidal, com a sua habilidade na harpa, unem-se para celebrar a poesia e a música de Amália Rodrigues. Acompanhando-as estará Ricardo Silva, um virtuoso na guitarra portuguesa, que trará ainda mais emoção e autenticidade às performances.

A Homenagem

Amália Rodrigues é uma figura icónica da música portuguesa e uma das maiores fadistas de todos os tempos. As suas interpretações emocionantes e a sua voz inconfundível conquistaram o coração de milhões de pessoas à volta do mundo. Com o seu estilo único, trouxe um novo significado para o fado, elevando-o a um patamar de arte e expressão cultural.

Neste espetáculo, as cantoras Catarina Moura, Celina da Piedade e Sara Vidal irão recriar os poemas de Amália Rodrigues e do cancioneiro tradicional português. A seleção de poemas e a adaptação musical foram feitas por Amélia Muge, em colaboração com Catarina Moura, Celina da Piedade, José Martins, Ricardo Silva e Sara Vidal. Com a consultoria musical de Amélia Muge, a apresentação promete ser uma experiência única e envolvente.

A Produção

A encenação e dramaturgia do espetáculo foram desenvolvidas por José Rui Martins, com base na biografia “Amália”, de Vítor Pavão dos Santos. A ilustração e animação ficaram a cargo de Cátia Vidinhas, trazendo uma dimensão visual única para a apresentação. Os vídeos foram produzidos por Eduardo Pinto e Luís Pedro Madeira, adicionando elementos audiovisuais que complementam e enriquecem a performance.

Os figurinos foram criados por Cláudia Ribeiro, garantindo que os intérpretes estejam visualmente conectados com a essência poética de Amália Rodrigues. A produção executiva está a cargo de Sons Vadios, enquanto a produção artística é realizada pela Tarrafo – Associação Cultural. Agradecimentos especiais são direcionados à Escola da Noite – Teatro da Cerca de São Bernardo, Anagrama – Oficina de Sonhos, Lameirinho, ACERT e Paula Lobo, que contribuíram para a realização deste evento especial.

Bilhetes

Os bilhetes para o espetáculo “Assim Devera Eu Ser” estão disponíveis para venda por 12,50€. Eles podem ser adquiridos aqui, garantindo o seu lugar nesta homenagem única a Amália Rodrigues. O evento é classificado para maiores de 3 anos, permitindo que pessoas de todas as idades apreciem a beleza e a emoção da música de Amália.

“Assim Devera Eu Ser” é uma oportunidade imperdível de celebrar a vida e a obra de Amália Rodrigues. Através das vozes de Catarina Moura, Celina da Piedade e Sara Vidal, acompanhadas pela guitarra portuguesa de Ricardo Silva, o público será transportado para o universo poético e musical da fadista mais amada de Portugal. Não perca a oportunidade de vivenciar esta experiência única e emocionante. Garanta já o seu bilhete e embarque nesta homenagem apaixonante a Amália Rodrigues.

PARTILHE NAS REDES
- PUBLICIDADE -

Você também pode gostar:

Bambolinices
Cultura
Bambolinices 2024: A Bienal Internacional de Teatro e Artes Performativas para Toda a Família

A 4ª edição do Bambolinices, a Bienal Internacional de Teatro e Artes Performativas para

Coracao-Rosa-do-Mar
Cultura
Exposição "Coração Rosa do Mar" de Antero Anastácio na Biblioteca de Setúbal

Pode apreciar a exposição de pintura “Coração Rosa do Mar” na Biblioteca Pública Municipal

Coletivos-com-Voz
Atualidade
Coletivos com Voz Seleciona Projetos a Apoiar

O Coletivos com Voz é uma iniciativa que visa apoiar projetos sociais e culturais