Exposição “25 de Abril de 1974: 50 anos depois… revisitar a História através da memória documental” em Setúbal

O ano de 1974 marcou um momento crucial na história de Portugal. Foi o ano da Revolução dos Cravos, que teve início em 25 de abril e resultou na queda do regime ditatorial do Estado Novo. Passados 50 anos, é importante relembrar e refletir sobre os acontecimentos que moldaram o país. A exposição “25 de Abril de 1974: 50 anos depois… revisitar a História através da memória documental” oferece uma oportunidade única para conhecer e vivenciar este período tão significativo.

A Exposição

A mostra, realizada no Museu do Trabalho Michel Giacometti, em Setúbal, é organizada pela autarquia e estará em exibição até junho. Com uma linha cronológica cuidadosamente elaborada, a exposição apresenta uma variedade de documentos, ilustrações, jornais e livros que retratam momentos-chave e protagonistas desta época histórica. A entrada é gratuita, tornando-a acessível a todos os interessados em conhecer mais sobre o 25 de Abril de 1974.

A Inauguração

A inauguração da exposição contou com a presença do historiador local Alberto Pereira. A cerimónia foi animada pelas melodias das “Senhas de Abril”, interpretadas por Rui do Cabo e pelo Grupo Coral Alentejano Os Amigos dos Sadinos. Foi um momento emocionante que marcou o início desta jornada pela história do 25 de Abril. A exposição pode ser visitada de terça a sexta-feira, das 10h às 18h, e aos sábados, das 14h às 18h.

Programação Complementar

Além da exposição principal, o projeto comemorativo do 25 de Abril conta com uma programação diversificada e rica em atividades. Entre as atrações, destacam-se concertos gratuitos de artistas de renome, como Marisa Liz, A garota não, Cláudia Pascoal, António Zambujo e Wet Bed Gang (pode saber mais aqui). Estas apresentações musicais são apenas algumas das cerca de 50 atividades programadas, que ocorrerão até 2025 em parceria com as juntas de freguesia e o movimento associativo.

A exposição “25 de Abril de 1974: 50 anos depois… revisitar a História através da memória documental” é uma oportunidade única para conhecer e refletir sobre os eventos que marcaram a Revolução dos Cravos. Através de documentos, jornais, livros e ilustrações, os visitantes poderão compreender a importância deste momento histórico para Portugal e para a região de Setúbal. Não deixe de visitar esta mostra que celebra a liberdade e convida à reflexão sobre os valores democráticos que devemos preservar.

PARTILHE NAS REDES
- PUBLICIDADE -

Você também pode gostar:

Riqueza-da-Diversidade
Cultura
Celebrando a Riqueza da Diversidade Cultural em Setúbal durante o Mês de Maio

Setúbal é um verdadeiro mosaico cultural, onde diferentes comunidades se encontram e celebram as

Workshop-de-Pintura-com-Vinho
Lazer
Neste Dia da Mãe, Celebre com um Workshop de Pintura com Vinho

O Dia da Mãe é uma data especial para homenagear e celebrar todas as

O-Rapto-da-Rainha-Vitoria
Cultura
Estreia Teatral Revisita o Passado Colonial Português: "O Rapto da Rainha Vitória"

Mergulhando no passado colonial africano, o Teatro Estúdio Fontenova prepara-se para apresentar uma peça