Exposição “E Se Hoje Ainda Há ‘Lápis Azul’?” na Oficina de Artes Manuel Cargaleiro

A Oficina de Artes Manuel Cargaleiro apresenta a exposição “E Se Hoje Ainda Há ‘Lápis Azul’?”, uma oportunidade única para mergulhar nos segredos e nas restrições da censura em Portugal antes da Revolução do 25 de Abril de 1974. Através desta exposição, os visitantes terão a oportunidade de conhecer tudo o que era proibido ser referido nas publicações da época. A atividade faz parte das comemorações dos 50 anos da Revolução de Abril e tem como objetivo destacar a importância da liberdade de expressão.

Um Olhar Sobre a Ditadura

Antes do 25 de Abril de 1974, Portugal estava sob uma ditadura que restringia a liberdade de expressão a todos os cidadãos. A censura era uma realidade presente em todos os aspetos da vida, especialmente nos meios de comunicação, como jornais e revistas. O controlo exercido pelo regime ditatorial era tão rigoroso que até mesmo o que se podia ou não dizer nessas publicações era estritamente regulamentado.

O “Lápis Azul” era o símbolo dessa censura, usado pelos censores para marcar trechos de textos considerados inaceitáveis. Esses trechos eram cortados ou modificados antes da publicação, de forma a se adequarem à visão do regime.

A Exposição “E Se Hoje Ainda Há ‘Lápis Azul’?”

A exposição “E Se Hoje Ainda Há ‘Lápis Azul’?” oferece aos visitantes a oportunidade de conhecer de perto como funcionava a censura e quais eram os temas e palavras proibidas. Através de documentos, fotografias e testemunhos da época, os visitantes poderão entender melhor o contexto histórico e refletir sobre a importância da liberdade de expressão.

A exposição é especialmente recomendada para famílias, e é uma oportunidade única para reunir os avós e os restantes membros da família, que podem partilhar as suas experiências e conhecimentos sobre o período pré-Revolução de Abril.

Horário e Localização

A inauguração da exposição “E Se Hoje Ainda Há ‘Lápis Azul’?” está marcada para o dia 20 de janeiro, das 14h30 às 16h30, na Oficina de Artes Manuel Cargaleiro. A entrada é livre, mas é necessário reservar o seu lugar. Para garantir a sua participação neste projeto, basta ligar para o número 212 275 785 ou enviar um e-mail para arte.se@nullcm-seixal.pt.

Comemorações dos 50 anos da Revolução de Abril

A exposição “E Se Hoje Ainda Há ‘Lápis Azul’?” faz parte das comemorações dos 50 anos da Revolução de Abril, um marco histórico que trouxe a liberdade de expressão e a democracia para Portugal. Durante todo o ano, o concelho do Seixal irá celebrar esta data com uma série de eventos e atividades que destacam a importância e os valores da Revolução de Abril.

A exposição “E Se Hoje Ainda Há ‘Lápis Azul’?” na Oficina de Artes Manuel Cargaleiro oferece uma oportunidade única para conhecer e refletir sobre o período de censura em Portugal antes da Revolução de Abril. Através desta exposição, os visitantes poderão entender melhor as restrições impostas à liberdade de expressão e valorizar ainda mais a importância da democracia e da liberdade. Reserve já o seu lugar e mergulhe nesta fascinante viagem ao passado!

PARTILHE NAS REDES
- PUBLICIDADE -

Você também pode gostar:

Leitura-de-Contos-para-Bebes
Lazer
Leitura de Contos para Bebés no Seixal: Estimulando o Desenvolvimento Cerebral dos Mais Novos

A leitura de contos para bebés é uma atividade essencial no processo de desenvolvimento

Dia-Internacional-da-Mulher
Cultura
Câmara do Seixal Anunciou Mega Cartaz para as Comemorações do Dia Internacional da Mulher

As comemorações do Dia Internacional da Mulher são eventos anuais que celebram as conquistas

Malaba-e-a-Orquestra
Cultura
Malabá e a Orquestra IFCTtorrense Apresentaram um Espetáculo Único: Uma Fusão Inovadora de Rap e Mús...

O rapper conhecido da vila de Paio Pires, Malabá, une forças com a revolucionária