“O Relógio da Torre da Lota”: Um Filme Sobre a Persistência da Memória

No dia 16 de dezembro, o MAEDS – Museu de Arqueologia e Etnografia do Distrito de Setúbal receberá a estreia do filme “O Relógio da Torre da Lota”. Dirigido por Alberto Pereira e baseado numa história original de Salvador Peres, o filme promete encantar o público com a sua narrativa envolvente e atmosfera mágica.

A Magia do Rio Sado

“O Relógio da Torre da Lota” passa-se na vizinhança serena e mágica do Rio Sado. Através da narrativa, somos transportados para um universo onde a memória ganha vida e se entrelaça com a paisagem deslumbrante da região. O filme é uma produção Synapsis, com narração de João Completo (Leandro) e legendas em língua inglesa, proporcionando uma experiência cinematográfica acessível a um público internacional.

A Estreia e o Concerto Instrumental

A estreia do filme será um evento especial, precedido por um concerto instrumental do grupo e-Vox. O grupo irá apresentar composições musicais das bandas sonoras da trilogia sobre a Arrábida e “O Relógio da Torre da Lota”. Esta combinação única de música e cinema certamente criará uma atmosfera envolvente e emocionante para os espectadores.

O Reconhecimento Internacional

Alberto Pereira, o talentoso diretor por trás de “O Relógio da Torre da Lota”, já recebeu reconhecimento internacional pelas suas curtas-metragens anteriores. “PÁTRIOSADO” e “A Serra de Agostinho”, realizadas em 2016 e 2020, respectivamente, foram selecionadas para o London Lift off Film Festival. Essa conquista é um testemunho da habilidade de Alberto Pereira em criar narrativas cativantes que transcendem fronteiras.

“PÁTRIOSADO”: Uma Homenagem ao Rio Sado

Em 2016, Alberto Pereira, Dina Barco e Dulce Pereira uniram forças para criar “PÁTRIOSADO”. Inspirado no soneto de Bocage “Eu me ausento de ti, meu Pátrio Sado…”, o filme mergulha nas águas históricas deste rio icónico. Com música de São Santos Silva, “PÁTRIOSADO” é uma obra-prima que celebra a conexão entre o rio e a identidade cultural da região.

“A Serra de Agostinho”: Uma Jornada pela História

Em 2020, Alberto Pereira presenteou-nos com “A Serra de Agostinho”, uma obra de docuficção produzida no contexto das comemorações do IV centenário da morte de Frei Agostinho da Cruz. Com Salvador Peres como autor do argumento e da banda sonora, o filme retrata a vida e a obra deste importante personagem histórico. A locução é realizada por Dina Barco e João Completo, enquanto Nuno David interpreta o papel de Frei Agostinho da Cruz.

A Persistência da Memória

“O Relógio da Torre da Lota” destaca-se pela sua temática central: a persistência da memória. O filme convida-nos a refletir sobre a importância de preservarmos as nossas memórias e conexões com o passado. Através da magia do cinema, somos levados numa jornada emocional que nos lembra da importância de valorizar a nossa história e tradições.

A estreia de “O Relógio da Torre da Lota” no MAEDS – Museu de Arqueologia e Etnografia do Distrito de Setúbal promete ser um evento memorável. Não deixe de assistir a esta obra de Alberto Pereira e mergulhar nesta experiência que celebra a cultura e a história da região.

PARTILHE NAS REDES
- PUBLICIDADE -

Você também pode gostar:

Parque-Natural-da-Arrabida
Lazer
Experimente mergulhar no Parque Natural da Arrábida / Reserva Marinha: Descubra a Beleza Subaquática

Se é um amante da natureza e procura uma aventura emocionante, mergulhar no Parque

Quatro-Conferencias
Cultura
Quatro Conferências sobre Sebastião da Gama em Setúbal

O ano de 2024 marca o centenário do nascimento de Sebastião da Gama, um

Marchas-Populares
Lazer
Marchas Populares de Setúbal 2024: Inscrições Abertas para Celebrar a Liberdade com Cultura e Tradiç...

As Marchas Populares de Setúbal são um dos eventos culturais mais importantes do concelho,