Significados de uma bandeira

Que nova vida poderá ser dada a objectos que caíram em desuso ou que foram substituídos? É à procura desta e de outras respostas a perguntas fundamentais do nosso tempo, que a Câmara Municipal de Sines inaugurou, no dia 22 de novembro, no Centro de Artes de Sines, a exposição “BandAr’t” que encerra as suas portas no próximo dia 2 de Dezembro.

Esta exposição torna públicos um conjunto de trabalhos desenvolvidos na actividade com o mesmo nome, levados a cabo por utentes de espaço sénior do Bairro Marítimo. Estes transformaram antigas “bandeiras azuis”, de “qualidade de ouro” e de “praia acessível” em objetos de arte.

Integrado nas atividades ambientais desenvolvidas pelo Município de Sines no âmbito do Programa Bandeira Azul 2023, o projeto “BandAr’t”, contou numa primeira fase, com uma ação de sensibilização no Espaço Sénior do Bairro Marítimo sobre o impacto dos resíduos têxteis, nomeadamente, sobre o impacto da produção e do curto ciclo de vida de produtos têxteis. 

Este projecto, criado pela Câmara Municipal de Sines, visa despertar consciências em toda a comunidade, acerca da geodiversidade enquanto conceito agregador e integrador fundamental, que engloba todos os materiais e fenómenos geológicos que dão corpo ao Planeta e que o modificam.

Em conjugação com a biodiversidade, a geodiversidade define a essência material da Terra e o modo como ela se transforma e evolui. 

Convocando, desta forma todas e todos, para esta actividade em particular, o público sénior e/ou com necessidades especiais.

Os objectivos delineados pela edilidade são a promoção da socialização e partilha, o aumento do tempo de vida dos produtos através da sua reutilização, a redução do desperdício e o fomento da inclusão social.

A produção e o curto ciclo de vida de produtos têxteis têm impactos significativos tanto no meio ambiente quanto nas condições sociais.

Na segunda fase, usando bandeiras balneares antigas como são o caso das bandeiras azuis, bandeiras “qualidade de ouro” e bandeiras de “praia acessível”, foi desenvolvido um ateliê de costura por parte das frequentadoras deste espaço sénior que permitiu incutir e redescobrir práticas de reutilização, reaproveitamento e reciclagem. 

Os trabalhos realizados poderão ser vistos no Centro de Artes de Sines até 2 de dezembro. Não falta muito tempo para o encerramento desta exposição por isso visite o projecto “Band´Art”, no Centro de Artes de Sines, o quanto antes!

PARTILHE NAS REDES
- PUBLICIDADE -

Você também pode gostar:

Producao-de-Amoniaco
Atualidade
Produção de Amoníaco Verde em Sines: Um Projeto Sustentável Impulsionado pela Iberdrola

A Iberdrola Renewables Portugal está a liderar um ambicioso projeto de produção de amoníaco