Teatro Extremo estreia “Num Abril e Fechar de Olhos” em Almada

No próximo dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher, às 21h30 o Teatro Extremo estreia a sua 62.ª criação “Num Abril e Fechar de Olhos”, no Teatro – Estúdio António Assunção, em Almada.

Uma Celebração do 25 de Abril

“Num Abril e Fechar de Olhos” é um espetáculo comemorativo dos 50 anos do 25 de Abril. Escrito e encenado por Mafalda Santos, o espetáculo conta com a direção musical de Artur Guimarães e a interpretação de Ana Freitas, Ana Lúcia Palminha, Bibi Gomes, Fernando Jorge Lopes e Pedro Luzindro.

O espetáculo é uma homenagem à história do 25 de Abril, repleto de música de intervenção de artistas como José Afonso, Sérgio Godinho, José Mário Branco e Fausto Bordalo Dias, que são amplamente conhecidos pelos pais e avós.

Sinopse do Espetáculo

O espetáculo “Num Abril e Fechar de Olhos” conta a história de um jardineiro que é o guardião de todas as histórias do 25 de Abril. É o supremo conhecedor dos mistérios, mágoas e aventuras da época. O jardineiro acompanha-nos numa viagem no tempo até 1973, onde conheceremos a incrível história de três companheiros, crianças pequenas na idade, mas enormes em coração e pensamento. Juntos, decidem lutar pelo direito de terem um parque de engenhocas para brincar, assim como os que existem nas grandes cidades. Durante esta jornada, irão conhecer vários habitantes da aldeia e confrontar-se com realidades que até então desconheciam. Esta é uma história sobre a coragem e a nobreza de espírito daqueles que lutaram por um sonho justo, seja ele um parque de engenhocas para brincar ou a própria Liberdade.

Informações Adicionais

  • Data de Estreia: 8 de março de 2024
  • Horário: 21h30
  • Local: Teatro – Estúdio António Assunção, Almada
  • Duração: Em cena até 14 de abril, sextas às 21h30, sábados às 16h e domingos às 11h.

Não perca a oportunidade de assistir a este espetáculo emocionante que celebra os 50 anos do 25 de Abril. Reserve já o seu lugar para “Num Abril e Fechar de Olhos” no Teatro – Estúdio António Assunção, em Almada.

Ficha Técnica

  • Autoria e Encenação: Mafalda Santos
  • Direção Musical: Artur Guimarães
  • Interpretação: Ana Freitas, Ana Lúcia Palminha, Bibi Gomes, Fernando Jorge Lopes e Pedro Luzindro
  • Cenografia: Marta Fernandes da Silva
  • Apoio à Cenografia: Maria Almeida
  • Construção Cénica: Ricardo Trindade
  • Figurinos: Alex de Brito
  • Desenho de Luz: Daniel Verdades
  • Sonoplastia: Sandro Esperança
  • Direção Técnica: Celestino Verdades
  • Técnicos de Palco: Daniel Verdades, Sandro Esperança
  • Direção de Produção: Sofia Oliveira
  • Produção: Josefina Correia e Paula Almeida
  • Comunicação e Assessoria de Imprensa: Nádia Santos
  • Promoção: Victor Pinto Ângelo
  • Imagem: Marisa Silva
  • Design Gráfico: P2F Atelier
  • Fotografia: José Frade
  • Videógrafo: Leonardo Oliveira
  • Músicas: “Menino do Bairro Negro”, José Afonso; “Índios da Meia Praia”, José Afonso; “Pode alguém ser quem não é”, Sérgio Godinho; “O Charlatão”, Sérgio Godinho e José Mário Branco; “Travessia do Deserto”, Fausto Bordalo Dias; “Vampiros”, José Afonso; “O galo é dono dos ovos”, Sérgio Godinho; “Hondo Moçambique”, popular; “Canto dos torna-viagem”, José Mário Branco; “Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades”, José Mário Branco.
PARTILHE NAS REDES
- PUBLICIDADE -

Você também pode gostar:

O-Sol-da-Caparica-2
Cultura
O Sol da Caparica: O Festival de Verão Regressa para Agitar Almada

O verão aproxima-se a passos largos e com ele vem uma das festas mais

Fotografa-Camilla-Watson
Cultura
Fotógrafa Camilla Watson: Retratando a Memória dos Pescadores no Cais do Ginjal

A fotógrafa britânica Camilla Watson encontrou uma maneira única e emocionante de preservar a

Romance-da-Raposa
Cultura
Romance da Raposa: Uma Peça para Toda a Família no TMJB

Romance da Raposa, baseado no romance de mesmo nome escrito por Aquilino Ribeiro, é