Uma Retrospetiva da Arte de Teresa Sousa: Uma Biografia Ilustrada em Exposição

A exposição “Teresa Sousa (1928-1962) – Biografia Ilustrada” é uma retrospetiva da breve e original obra da artista plástica Teresa Sousa, pioneira da gravura moderna em Portugal. A mostra, inaugurada a 3 de fevereiro, na Galeria Municipal do 11, em Setúbal, é uma oportunidade de recordar e apreciar o talento desta criadora, precocemente interrompido.

Uma vida intensa e morte prematura

Teresa Sousa nasceu em 1928 e viveu apenas 33 anos. No entanto, durante o curto período em que desenvolveu a sua atividade como artista plástica, de 1955 a 1961, deixou uma marca significativa no mundo da arte em Portugal. Infelizmente, a sua carreira promissora foi interrompida uma semana depois do nascimento de seu segundo filho. Mesmo assim, a sua obra continua a ser reconhecida e apreciada.

Um talento prolífico e reconhecido

Durante sua curta carreira, Teresa Sousa foi bastante prolífica, produzindo uma variedade de trabalhos em diferentes técnicas e suportes. A sua obra foi reconhecida e premiada, o que evidencia o seu talento e potencial artístico. A exposição “Teresa Sousa (1928-1962) – Biografia Ilustrada” apresenta mais de sessenta  obras, incluindo pintura, desenho, gravuras e trabalhos preparatórios das mesmas, catálogos de exposições, e materiais relacionados com o seu percurso académico.

A influência de Stanley Hayter e o Atelier 17

Aos 26 anos, em 1955, Teresa Sousa iniciou os estudos de gravura em Paris, no famoso Atelier 17, de Stanley Hayter. Esta experiência foi extremamente marcante para a artista, pois o Atelier 17 ainda hoje é conhecido pela sua técnica avançada e pela qualidade excecional do trabalho produzido. A aprendizagem revolucionária no Atelier 17 influenciou profundamente a trajetória de Teresa Sousa e contribuiu para o desenvolvimento do seu estilo único.

A Galeria Pórtico

Em 1955, Teresa Sousa e os seus colegas da Escola de Belas-Artes – Lourdes Castro, José Escada, e o designer Cruz de Carvalho, seu futuro marido, inauguraram a Galeria Pórtico, um espaço dedicado à exposição e promoção de arte moderna. Esta galeria, durante o seu curto período de atividade (1955 – 1959), caracterizou-se pelo carácter de regularidade com que, em 1956 e 1957, realizava exposições. Foi na Galeria Pórtico que, em 1957, Teresa Sousa apresentou a sua única exposição individual, “Calcografia, desenho, monotipia”.

Reconhecimento

A partir de 1957, o trabalho de Teresa Sousa começou a merecer grande projeção. Foi premiada na I Exposição de Artes Plásticas da Fundação Gulbenkian, em 1957, com as gravuras “A Virgem e o Menino” e “O Atelier”. Este prémio impulsionou a sua carreira e possibilitou que expusesse os seus trabalhos em vários países por todo o mundo. A exposição “Teresa Sousa (1928-1962) – Biografia Ilustrada” destaca essa fase da vida da artista, principalmente entre os anos de 1957 e 1961, último ano da sua produção artística.

Explorando diferentes técnicas na gravura

Teresa Sousa não se limitou a uma única técnica nas gravuras que produziu. Para além da gravura em metal, expressou-se em litografia, linoleogravura, xilogravura e serigrafia. A diversidade de técnicas utilizadas por Teresa Sousa demonstra a sua versatilidade e domínio das várias técnicas como artista gravadora.

A Tapeçaria “Porto de Abrigo”

Um dos destaques da exposição é a tapeçaria “Porto de Abrigo”, executada pela Manufatura de Tapeçarias de Portalegre a partir de um desenho de Teresa Sousa, realizado em 1961. Esta obra é uma das mais marcantes da mostra, evidenciando o talento da artista em explorar diferentes suportes artísticos.

Uma homenagem à memória de Teresa Sousa

A exposição “Teresa Sousa (1928-1962) – Biografia Ilustrada” é uma importante homenagem à memória e ao legado deixados por esta talentosa artista. Ao reunir as suas obras, materiais relacionados e elementos da sua formação, a mostra proporciona ao público uma oportunidade única de conhecer e apreciar a arte de Teresa Sousa.

Visite a exposição

A exposição “Teresa Sousa (1928-1962) – Biografia Ilustrada” estará em exibição na Galeria Municipal do 11 até dia 9 de março. Os horários de visitação são de terça-feira a sábado, das 11h às 13h e das 14h às 18h. Não perca a oportunidade de conhecer e de se encantar com a obra desta talentosa artista.

A exposição “Teresa Sousa (1928-1962) – Biografia Ilustrada” é uma oportunidade imperdível para conhecer e apreciar a obra de uma das pioneiras da gravura moderna em Portugal. A trajetória de Teresa Sousa, interrompida precocemente, é relembrada e celebrada nesta mostra, que destaca a sua originalidade, versatilidade e talento artístico. Não deixe de visitar a exposição e mergulhar no universo criativo desta importante artista portuguesa, que presentemente se redescobre.

PARTILHE NAS REDES
- PUBLICIDADE -

Você também pode gostar:

Marchas-Populares
Lazer
Marchas Populares de Setúbal 2024: Inscrições Abertas para Celebrar a Liberdade com Cultura e Tradiç...

As Marchas Populares de Setúbal são um dos eventos culturais mais importantes do concelho,

Os-Barrigas-e-os-Magricos
Cultura
“Os Barrigas e os Magriços": Uma Peça para as Crianças

O Teatro Estúdio Fontenova, em Setúbal, apresenta a sua primeira criação do ano, a

Exposicao-O-Pinhal-
Cultura
Exposição "O Pinhal": Descobrindo a Beleza da Flora da Serra da Arrábida

A Casa Bocage está com uma exposição que destaca a delicadeza e a beleza